A Elegância do Ouriço

12538 - Elegancia do ourico
Título original: L’ ELÉGANCE DU HÉRISSON
Autor: Muriel Barbery
Tradução:Rosa Freire d’Aguiar
Páginas: 352
ISBN: 9788535911770
Selo: Companhia das Letras

A Elegância do Ouriço é um daqueles livros diferentes. Carrega em si uma atmosfera íntima. Compartilha conosco, de maneira fluída e singela, reflexões profunda e universais, que afloram das mentes dos personagens mais inusitados.

A narrativa se passa no número 7 da Rue de Grenelle (em Paris), um endereço chique onde os moradores são gente rica e tradicional.

Cada um tem suas manias e trejeitos e age conforme o que deles se espera.

Mas a Elegância do Ouriço está aí para demonstrar que nem tudo é o que parece.

img_comment_s_occuper_d_un_herisson_7861_300

Por trás dessa fachada requintada esconde-se o medíocre e o nobre, nem sempre no lugar em que se espera encontrá-los.

A história envolve três personagens principais. Primeiro Reneé, a zeladora do prédio. Uma senhora de meia idade, baixinha, feinha, e com cara de mal-humorada. Depois temos Paloma, uma menina de família rica de 12 anos de idade que planeja suicidar-se no seu aniversário se até lá não descobrir o sentido da vida. Por fim, temos um novo morador que chega ao número 7 da Rue de Grenelle, o Sr. Kakuro Ozu.

Um certo dia Paloma vai, a pedido de sua irma ou mãe (não me lembro), falar com a zeladora Renée. Paloma reconhece em Renée uma erudição que passa despercebida pelos demais moradores. Renée se esforça para esconder esse seu lado apaixonado pela literatura e pela arte, mas não tem como escapar do olhar astuto de Paloma. Daí surge uma amizade quase secreta…

ouric3a7os

Depois, como já foi dito, aparece o Senhor Kakuro, um novo morador, que está reformando seu apartamento para se mudar, que também acaba por conhecer Renée e perceber que há nela mais do que demonstram as aparências.

Com toda essa agitação em sua vida Renée renasce, e luta contra a dualidade de seus sentimentos.

De um lado a consciência de ser feia, inadequada, pobre e sem atributos. De outro lado, o sonho de pertencer a boa vida, de transitar entre o circulo das pessoas ricas (e estúpidas) que a cercam.

A possibilidade de encontra o amor e a cumplicidade, mesmo que tardiamente na vida…é reconfortante e animadora.

Renée ama e odeia, se conforma e se rebela. Testemunhar essa luta interna é revigorante para o leitor.

E tem também o suspense de saber se Paloma vai ou não encontrar o sentido da vida ou vai acabar explodindo o apartamento da família, como vem planejando.

Por fim, temos o desfecho dessas duas histórias. Renée encontra o amor? Paloma encontra o sentido da vida?

hedgehog-le-herisson-81-e1278296872839-700x372

Leia você também e tire suas próprias conclusões!